Embaixadores - Julio Oliveto Alves - Unesp (Guaratinguetá-SP)
Logon
Sistema que propõe melhorar a mobilidade de cadeirantes vence Prêmio Santander Empreendedorismo de 2014
Arquivo Pessoal
  • Com o projeto Livre – Sistemas Motorizados Multifuncionais, Júlio Oliveto Alves, doutorando em Engenharia Mecânica na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) de Guaratinguetá (SP), busca aumentar a autonomia de pessoas com dificuldade de locomoção
  • Equipamentos podem ser acoplados a cadeiras de rodas, beneficiando parcela significativa da população: o Brasil tem 3,7 milhões de cadeirantes
  • A expectativa é comercializar 120 equipamentos e lucrar R$ 65 mil em 2015
  • Em 10 anos da iniciativa, foram distribuídos mais de R$ 9 milhões em premiação.
  • Em 2014, o júri popular escolheu um dos vencedores do Prêmio Santander Empreendedorismo que não teve categorias

O projeto para produzir equipamentos de baixo custo que facilitam a mobilidade de pessoas com deficiência de locomoção, desenvolvido pelo engenheiro mecatrônico Júlio Oliveto Alves, doutorando em Engenharia Mecânica na Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) de Guaratinguetá (SP), é um dos vencedores do Prêmio Santander Empreendedorismo de 2014, revelado na cerimônia de premiação, no último dia 5 de novembro. Este ano, os trabalhos de empreendedorismo não foram classificados em categorias, para que os candidatos pudessem usar a criatividade no momento de estruturar a proposta. Batizado de Livre – Sistemas Motorizados Multifuncionais, o empreendimento idealizado por Alves promete facilitar a vida dos cadeirantes e pessoas com quadro de paraplegia, amputação ou mobilidade reduzida, que sofrem com as más condições de ruas e calçadas por todo o país.

Para isso, ele criou o “Kit Livre”, um conjunto de equipamentos motorizados que podem ser instalados em qualquer modelo de cadeira de rodas manual. O kit é composto por três produtos. O “Radical” converte a cadeira de rodas em um triciclo motorizado elétrico. O “Cicloportátil” é uma espécie de bicicleta ergométrica adaptada para pessoas com deficiência. Já o “Supera” é um sistema de esteiras motorizadas para a superação de escadas.

Ele acredita que o projeto tenha sido premiado pelo potencial de negócio, que apresenta viabilidade técnica, produtiva e principalmente financeira. “Aliado a estes fatores, nosso diferencial é o grande impacto social que proporcionamos, pelas soluções inovadoras que oferecemos para garantir melhor qualidade de vida, acessibilidade e mobilidade para as pessoas com deficiência”, afirma o doutorando, que recebeu a orientação do professor Victor Orlando Gamarra Rosado.

Próximos passos: produzir e vender

Com a premiação, os recursos financeiros serão destinados para a produção dos equipamentos e para a venda dos produtos. A fabricação do primeiro lote do “Radical” ocorrerá por meio da contratação de empresas terceirizadas, para a construção de alguns componentes, além da formação de parcerias com fornecedores de matéria-prima, materiais e máquinas. Também empregará um colaborador para montar os equipamentos. Alves manterá uma reserva financeira para suprir as necessidades de receita no período inicial de vendas.

Outra parcela dos recursos será investida na divulgação dos produtos, no comércio eletrônico e na participação de feiras do setor. O público alvo da Livre – Sistemas Motorizados Multifuncionais é a população cadeirante brasileira, estimada em 3,7 milhões de pessoas, conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Inicialmente, o projeto será focado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde se concentram a maior parte deste público.

A expectativa é comercializar o primeiro lote de produtos nos próximos meses e, a partir de 2015, vender 12 lotes no ano – o equivalente a 120 equipamentos. Com o seu empreendimento, o doutorando prevê lucrar R$ 65 mil no próximo ano. “Considero esta vitória como um momento marcante em minha carreira profissional, de modo que este prêmio destaca o esforço e dedicação pelo sucesso do projeto. Parabenizo o Santander pela iniciativa em reconhecer o espírito empreendedor dos alunos e professores das instituições de ensino superior. Incentivar o empreendedorismo no meio acadêmico é fundamental para o desenvolvimento econômico e sustentável de nosso país”, conclui.

Mais informações sobre o projeto em: www.kitlivre.com

Júlio Oliveto Alves está disponível para entrevistas nos telefones (12) 3912-3494 e (12) 97401-6414.

10a edição dos Prêmios Santander Universidades

Em 2014, alunos de graduação e pós-graduação, professores pesquisadores e Instituições de Ensino Superior puderam inscrever seus projetos na décima edição dos Prêmios Santander Universidades. A iniciativa é composta por quatro grandes premiações que, além do empreendedorismo, estimulam a pesquisa científica, a extensão universitária e a busca pela excelência das universidades, atingindo toda a cadeia de valor da academia.

A maior premiação acadêmica do Brasil completa 10 anos. Nesse período, os Prêmios Santander Universidades receberam inscrições de mais de 65 mil projetos, desses 140 foram vencedores e receberam mais de R$ 9 milhões em premiação.

Os vencedores dos Prêmios Santander Universidades 2014 foram conhecidos no dia 5 de novembro, em cerimônia realizada na cidade de São Paulo. Detalhes das premiações, dos regulamentos e inscrições estão no site: www.santander.com.br/universidades.

Prêmio Santander Empreendedorismo

O Prêmio Santander Empreendedorismo é destinado aos alunos de graduação e pós-graduação, matriculados em Instituições de Ensino Superior, e tem por objetivo apoiar e reconhecer projetos inovadores direcionados para oportunidades de negócios.

Em 2014, a iniciativa foi isenta de categorias, ou seja, o candidato pôde usar a criatividade no momento de estruturar seu projeto. Além disso, um dos cinco ganhadores foi escolhido por júri popular, que em uma segunda fase teve avaliação aberta no site www.santander.com.br/universidades, para que todos os interessados pudessem votar.

A premiação total é de R$ 500 mil, que representa R$ 100 mil por cada vencedor — ao todo serão cinco —, além da bolsa de estudo presencial na Babson College, nos Estados Unidos, para os líderes dos projetos vencedores e seus professores orientadores, e a mentoria da Endeavor, organização brasileira referência no tema empreendedorismo.

A seleção dos premiados ocorreu da seguinte forma: três vencedores foram escolhidos por avaliação acadêmica, um vencedor como Jovem Empreendedor Comunitário, também selecionado pela academia, e um vencedor eleito pelo júri popular.

Os até 15 finalistas, selecionados pela Comissão Julgadora, tiveram os seus projetos avaliados, receberam feedback e treinamento para a apresentação a uma banca de executivos de renome no Brasil, com despesas de transporte e hospedagem pagas pela organização. E os até 3 finalistas selecionados por júri popular foram convidados para a cerimônia de premiação e com despesas de transporte e hospedagem pagas pela organização.

Santander Universidades

O Santander Universidades atua com investimentos no ensino, pesquisa e extensão, mobilizando toda a cadeia de valor da educação, com apoio a alunos, jovens profissionais, professores, pesquisadores, funcionários administrativos e instituições de educação superior.

O Santander Universidades possui mais de 1.100 convênios com universidades de 20 países, sendo 450 parceiras somente no Brasil. Desde a criação da Divisão Global do Santander Universidades, em 1996, já foram investidos mais de 2,8 bilhões de reais em iniciativas de apoio à educação no mundo. Já foram concedidas mais de 100 mil bolsas de estudos nos países onde está presente, e a atuação tem como base um modelo único no mercado que reúne equipes para atender a cadeia de valor formada pelas instituições, alunos, professores, pesquisadores e funcionários administrativos.

Desde 1996, a Santander Universidades concentra a ação social do banco, que destinou mais de 1 bilhão de euros a diversas iniciativas e projetos universitários. Em 2013, o banco investiu 142 milhões de euros em apoio ao ensino superior. Maiores informações em www.santander.com.br/universidades

Em 2014, o Banco Santander apoiará com seu mecenato o III Encontro Internacional de Reitores Universia, que reunirá em julho no Rio de Janeiro, Brasil, mais de 1.100 reitores e presidentes de universidades. Mais informações em www.universiario2014.com